Untitled
esquerda


Leia a Última Edição!

II Série Volume 30 Número 6
Junho 2017

E-ALERT:

menu esquerda
 
   
 
 
 
 


  1- Factores de recorrência das lesões intraepiteliais do colo do útero.

2- Duodenoscopia e colangiopancreatografia retrógrada endoscópica (cpre) no diagnóstico da patologia biliar e pancreática. Experiência dos primeiros 150 exames.

3- História natural da dilatação pielocalicial pré-natal.

4- Mefedrona, a Nova Droga de Abuso: Farmacocinética, Farmacodinâmica e Implicações Clínicas e Forenses

5- Erisipela.

6- Abordagem terapêutica das úlceras de pressão--intervenções baseadas na evidência.

7- Drogas antidepressivas.

8- Traumatismo Crânio-Encefálico: Abordagem Integrada

9- Ulceras genitais causadas por infecções sexualmente transmissíveis: actualização do diagnóstico e terapêuticas, e a sua importância na pandemia do VIH.

10- Abordagem actual da gota.

11- Vasculite livedóide.

12- Tratamento antibiótico da cistite não complicada em mulheres não grávidas até à menopausa.

13- Cisto de Tarlov: definição, etiopatogenia, propedêutica e linhas de tratamento.

14- Inversão uterina.

15- Urolitíase e cólica renal. Perspectiva terapêutica em Urologia.

16- Princípios básicos em cirurgia: fios de sutura.

17- Rabdomiólise.

18- Glioblastoma multiforme ... com apresentação multifocal.

19- Abordagem diagnóstica das neuropatias periféricas.

20- Espondilodiscite: que etiologia?

 
   

Tradução, Adaptação Cultural e Validação da Escala Satisfaction with Amplification in Daily Life para o Português de Portugal



RESUMO
Introdução: O questionário Satisfaction with Amplification in Daily Life (Satisfação com a Amplificação no Dia-a-Dia) consiste numa escala simples e de rápida aplicação para avaliar a adaptação dos indivíduos que utilizam próteses auditivas. O objetivo deste estudo é a validação para o português de Portugal desta escala, através da sua tradução e adaptação cultural. Apresenta-se também a avaliação da reprodutibilidade e a descrição dos resultados da aplicação deste questionário em doentes adaptados com prótese auditiva.
Material e Métodos: Participaram no estudo 147 indivíduos adaptados com prótese auditiva (uni ou bilateral), no mínimo com seis semanas de uso, seguidos no Serviço de Otorrinolaringologia do Hospital Egas Moniz (Lisboa). Foi pedida a autorização e normas para a tradução do questionário à autora da escala e realizada a tradução e retroversão do questionário, adaptação cultural, avaliação da reprodutibilidade e da consistência interna.
Resultados: Do grupo observado, 54% dos indivíduos eram do género masculino e 46% do feminino, com idades compreendidas entre os 16 e 93 anos (66,09 ± 17,41 anos). Os resultados obtidos neste estudo demonstram um nível de satisfação global de 5,34 nos utilizadores de próteses auditivas. O nível de satisfação das subescalas foi de 5,88 nos efeitos positivos, 5,25 em serviços e custo, 4,24 nos fatores negativos e 5,57 na imagem pessoal. O valor 0,75 do α de Cronbach demonstra existir uma boa consistência interna da escala. Para a pontuação global e das subescalas do questionário, os resultados médios obtidos demonstram não haver diferenças significativas com a escala americana. Verifica-se ainda haver uma boa reprodutibilidade inter-pesquisadores.
Discussão: Este estudo apresenta resultados confiáveis da escala para o português de Portugal e valores de consistência interna adequados, numa amostra de grande variabilidade etária.
Conclusão: A adaptação do Satisfaction with Amplification in Daily Life para português de Portugal deve ser considerada um bom instrumento para a avaliação da satisfação dos utilizadores de próteses auditivas e é, até ao momento, a única escala neste domínio validada para aplicação na população portuguesa.
Palavras-chave: Inquéritos e Questionários; Perturbações da Audição; Portugal; Próteses Auditivas; Satisfação do Doente

Leia aqui o artigo completo (apenas em Português)