Untitled
esquerda


Leia a Última Edição!

II Série Volume 31 Número 09
Setembro 2018

E-ALERT:

menu esquerda
 
   
 
 
 
 


  1- Factores de recorrência das lesões intraepiteliais do colo do útero.

2- Duodenoscopia e colangiopancreatografia retrógrada endoscópica (cpre) no diagnóstico da patologia biliar e pancreática. Experiência dos primeiros 150 exames.

3- Mefedrona, a Nova Droga de Abuso: Farmacocinética, Farmacodinâmica e Implicações Clínicas e Forenses

4- História natural da dilatação pielocalicial pré-natal.

5- Erisipela.

6- Drogas antidepressivas.

7- Abordagem terapêutica das úlceras de pressão--intervenções baseadas na evidência.

8- Traumatismo Crânio-Encefálico: Abordagem Integrada

9- Ulceras genitais causadas por infecções sexualmente transmissíveis: actualização do diagnóstico e terapêuticas, e a sua importância na pandemia do VIH.

10- Abordagem actual da gota.

11- Vasculite livedóide.

12- Cisto de Tarlov: definição, etiopatogenia, propedêutica e linhas de tratamento.

13- Tratamento antibiótico da cistite não complicada em mulheres não grávidas até à menopausa.

14- Inversão uterina.

15- Urolitíase e cólica renal. Perspectiva terapêutica em Urologia.

16- Princípios básicos em cirurgia: fios de sutura.

17- Rabdomiólise.

18- Glioblastoma multiforme ... com apresentação multifocal.

19- Colestase intra-hepática da gravidez. Etiopatogénese, prognóstico e terapêutica.

20- Abordagem do síndrome vertiginoso.

 
   

Tiago Villanueva é o novo Editor-Chefe da Acta Médica Portuguesa



A partir de Setembro de 2017, a Acta Médica Portuguesa, revista científica da Ordem dos Médicos, conta com um novo Editor-Chefe, o Dr.Tiago Villanueva. Contando já com uma vasta experiência no que à Edição e Publicação médica concerne, trabalhando e/ou colaborando com o “BMJ” desde 2004 e sendo actualmente Editor Associado da mesma revista. Para além disso, é ainda especialista em Medicina Geral e Familiar exercendo funções na unidade de saúde familiar Reynaldo dos Santos, em Póvoa de Santa Iria.

Pretende desenvolver toda a estrutura da AMP liderando uma equipa de editores, totalmente dedicados e motivados, para que seja possível alavancar o crescimento da revista assegurando elevados standards de qualidade. Para alcançar um número cada vez maior de leitores e autores, tanto nacionais como internacionais, pretende apostar no desenvolvimento dos meios de comunicação da revista.