Untitled
esquerda


Leia a Última Edição!

II Série Volume 32 Número 12
Dezembro 2019

E-ALERT:

menu esquerda
 
   
 
 
 
 


  1- Factores de recorrência das lesões intraepiteliais do colo do útero.

2- Duodenoscopia e colangiopancreatografia retrógrada endoscópica (cpre) no diagnóstico da patologia biliar e pancreática. Experiência dos primeiros 150 exames.

3- Mefedrona, a Nova Droga de Abuso: Farmacocinética, Farmacodinâmica e Implicações Clínicas e Forenses

4- História natural da dilatação pielocalicial pré-natal.

5- Drogas antidepressivas.

6- Erisipela.

7- Abordagem terapêutica das úlceras de pressão--intervenções baseadas na evidência.

8- Traumatismo Crânio-Encefálico: Abordagem Integrada

9- Ulceras genitais causadas por infecções sexualmente transmissíveis: actualização do diagnóstico e terapêuticas, e a sua importância na pandemia do VIH.

10- Abordagem actual da gota.

11- Vasculite livedóide.

12- Cisto de Tarlov: definição, etiopatogenia, propedêutica e linhas de tratamento.

13- Tratamento antibiótico da cistite não complicada em mulheres não grávidas até à menopausa.

14- Urolitíase e cólica renal. Perspectiva terapêutica em Urologia.

15- Inversão uterina.

16- Princípios básicos em cirurgia: fios de sutura.

17- Rabdomiólise.

18- Terapia familiar sistémica: um novo conceito, uma nova prática.

19- Abordagem do síndrome vertiginoso.

20- Pancreatite aguda. Actualização e proposta de protocolo de abordagem.

 
   

Catatonia em Encefalite Anti-Receptor N-Metil-D-Aspartato (NMDA) Confundida com Esquizofrenia



A encefalite anti-receptor N-metil-D-aspartato é uma doença auto-imune do sistema nervoso central com características neurológicas e psiquiátricas proeminentes. Os sintomas surgem progressivamente e por vezes com uma apresentação inicial exclusivamente psiquiátrica. A avaliação do doente deve ser meticulosa e devem ser realizados todos os meios complementares de diagnóstico necessários à exclusão das entidades que podem mimetizar aquela patologia. Apresenta-se a evolução diagnóstica de um caso de encefalite anti-receptor N-metil-D-aspartato num doente com diagnóstico prévio de esquizofrenia sem resposta à terapêutica anti-psicótica. Pretende-se com este caso realçar a importância de uma vigilância apertada para sintomas neuropsiquiátricos, especialmente no caso de catatonia, e de ter em consideração as encefalites auto-imunes no diagnóstico diferencial de quadros psicóticos associados a sintomas neurológicos e resistência ou intolerância a anti-psicóticos. Um diagnóstico célere contribuirá para a instituição de terapêutica atempadamente e uma melhoria global do prognóstico.

Leia o artigo completo aqui (apenas em Inglês).