Specificity of creatine kinase isoenzyme MB in cardiac surgery with extracorporeal circulation (during the pre intra and postoperative periods).

D H Bonhorst, R Gracias, M G Carvalho, M L Andrade, M A Tavares, M F Pereira, R Bento, R Lima, M J Halpern, M M Macedo

Abstract


Estudaram-se em 6 doentes com valvulopatias reumatismais, as variações da actividade enzimática no plasma, durante e apos a cirurgia cardíaca com circulação extra-corporal, para verificar a especificidade da isoenzima MB da creatinaquinase, comparando-a com a da CK. Estudaram-se também as variações da desidrogenase láctica no mesmo período. O protocolo de colheitas escolhido, procurava dissociar as variações enzimáticas correspondentes aos tempos anteriores a miocardiotomia, das relacionadas com a lesão cirúrgica das fibras miocárdicas. Os autores verificaram existir um paralelismo evidente entre as curvas referentes a CK total e a sua isoenzima MB.

Esta última elevava-se mais tardiamente, apenas durante os tempos cardíacos da intervenção, atingia o máximo no final desta e voltava mais rapidamente aos valores iniciais. A CK-MB regressava aos valores basais no 3º dia do pós-operatório e a

CK-total entre o 5.° e o 7º dia. Os autores concluem que a isoenzima CK-MB é um indicador fiel e pouco sujeito a erros para detecção precoce de sofrimento das fibras musculares cardíacas. Os valores da LDH sofreram variações mais irregulares, atribuíveis a interferência de diversos factores, mas pareceram de interesse na detecção de complicações durante o pós-operatório.


Full Text:

PDF (Português)


Refbacks

  • There are currently no refbacks.