Philosophy of nursing education. Reflections.

Authors

  • Maria Aurora de Sousa Bessa
  • Marta Hansen Lima Basto

DOI:

https://doi.org/10.20344/amp.1251

Abstract

Uma importante característica do pensamento filosófico e a capacidade de constantemente estar duvidoso em relação ao que nos e rotineiro ou familiar. O educador não é um filósofo mas tem de desenvolver uma atitude critica e espirito reflexivo, não se satisfazendo com o simples eco das doutrinas definidas mesmo que o tenham sido por cientistas de renome. A nível individual é indispensável que os educadores de enfermagem reflictam sobre as suas próprias crenças em relação a si ou ao seu papel social. A nível institucional devem os docentes sentir-se com capacidade de modificar a sua prática, através da discussão entre pares, dos princípios essenciais da Pedagogia. A nível nacional, e necessário que os enfermeiros se sintam enquadrados na sociedade e que as discussões dos princípios da educação sejam alargados a outros sectores e mesmo aos órgãos de poder de decisão. Só duma acção conjunta e integrada poderá resultar uma definição de Filosofia da educação que prepare cidadãos autónomos e capazes de modificar constantemente a realidade em que se inserem.

Downloads

Download data is not yet available.

How to Cite

1.
Bessa MA de S, Lima Basto MH. Philosophy of nursing education. Reflections. Acta Med Port [Internet]. 1979 Jul. 1 [cited 2022 Dec. 7];1(3):411-4. Available from: https://actamedicaportuguesa.com/revista/index.php/amp/article/view/1251

Issue

Section

Arquivo Histórico