Use and abuse of diuretics in hypertensive crisis.

J. Nogueira da Costa, A. Vital Morgado, Luís Calçada Correia, A. Oliveira Soares, J. Braz Nogueira, J. Gorjão Clara, J. A. Saavedra

Abstract


Após a definição de crises hipertensivas, distinguindo as urgências e as emergências, indicam-se e analisam-se as suas causas mais frequentes. Discute-se a terapêutica das mesmas, com algumas considerações sobre a administração de fármacos de que os autores têm experiência directa. Considerando os diuréticos como uma medicação importante e utilizada praticamente na totalidade dos casos, chama-se a atenção para o seu uso excessivo e prolongado por via intravenosa o que pode levar a deplecção importante e acentuada da volémia, com expoliação excessiva do sal. Assim, através de vários mecanismos, induzem-se subidas tensionais que tornam a hipertensão dificilmente controlável e fecham um ciclo vicioso prejudicial ao êxito da terapêutica.


Full Text:

PDF (Português)


Refbacks

  • There are currently no refbacks.