Discriminative index of the efficiency of vagotomy in gastrectomized patients.

Luís Mascarenhas, Aline Branco, Fernando Veiga Fernandes

Abstract


Em 36 doentes submetidos a antrectomia ou gastrectomia sub-total com ou sem vagotomia, por ulcera péptica, estuda-se o valor da acidez basal (BAO) e o valor secretório máximo (PAO) apos sham feeding e pentagastrina com a finalidade de determinar o índice discriminativo acima do qual se pode afirmar que a vagotomia foi ineficaz.Os doentes foram subdivididos em 3 grupos: Grupo 1 — doentes assintomaticos submetidos a gastrectomia sub-total sem vagotomia (8); Grupo II — doentes assintomaticos submetidos a antrectomia associada a vagotomia troncular bilateral comprovada histologicamente (23) e Grupo III (grupo problema) — 5 doentes com recidiva de sintomas de doenças péptica após antrectomia e vagotomia troncular. A um destes doentes durante o estudo foi feito o diagnóstico de Zollinger-Ellison. Os valores obtidos nos doentes a quem foi feita vagotomia comprovada e antrectomia foram respectivamente (M + E): BAO — 1.11 ± 0.21 mEq/h, PAOsf — 1.57 ± 0.22 mEq/h e PAOpg —7.23 ± 1.72 mEq/h. A análise comparativa efectuada demonstrou que os valores de BAO e PAOpg são influenciados pela extensão da gastrectomia dando valores frequentemente falso negativos. De todos os parâmetros estudados o valor de PAOsf e o menos influenciado pela extensão de gastrectomia. Propõe-se o valor de 3.73 mEq/h (M + 2SD) acima do qual a vagotomia pode ser considerada ineficaz para os doentes submetidos a antrectomia.


Full Text:

PDF (Português)


Refbacks

  • There are currently no refbacks.