Urinary excretion of catecholamines and their metabolites in labile arterial hypertension.

Authors

  • José Augusto Coucello Instituto de Química Fisiológica. Faculdade de Medicina de Lisboa. Lisboa Com a colaboração técnica de Crismélia Lopes
  • Manuel Pires Bicho Instituto de Química Fisiológica. Faculdade de Medicina de Lisboa. Lisboa Com a colaboração técnica de Crismélia Lopes
  • António José Ventura Instituto de Química Fisiológica. Faculdade de Medicina de Lisboa. Lisboa Com a colaboração técnica de Crismélia Lopes

DOI:

https://doi.org/10.20344/amp.4155

Abstract

Foi feito um estudo prévio da excreção urinária de catecolaminas e seus metabolitos em indivíduos normais, hipertensos labeis e estabelecidos. Não houve diferenças significativas entre os diversos grupos. Em dois indivíduos com hipertensão lábil foram feitos doseamentos antes e depois da terapêutica com bloqueantes beta. Houve descida, após a terapêutica, dos valores de noradrenalina e ácido homovanílico e subida dos valores de dopamina.

Downloads

Download data is not yet available.

How to Cite

1.
Coucello JA, Bicho MP, Ventura AJ. Urinary excretion of catecholamines and their metabolites in labile arterial hypertension. Acta Med Port [Internet]. 1983 Jan. 31 [cited 2022 Nov. 30];4(1):35-40. Available from: https://actamedicaportuguesa.com/revista/index.php/amp/article/view/4155

Issue

Section

Arquivo Histórico