Evaluation and results of the surgical treatment of cardiac myxomas.

J. Queiroz e Melo, A. Starr

Abstract


Fez-se o estudo retrospectivo de 18 doentes operados a mixomas intracardíacos. Em 11 % destes doentes, a sua forma de apresentação clínica foi de síndroma febril indeterminada. Encontraram-se lesões intracardíacas associadas mais frequentemente (28 %) do que seria de esperar. Destas, sobressai a associação de estenose mitral e mixomas auriculares esquerdos (21 %) (CL > 6 % p < 0,025). Descrevem-se os diferentes tempos cirúrgicos e seus riscos. Dividiram-se os doentes em 2 grupos conforme foram tratados com remoção do septo interauricular (A) ou não (B). A mortalidade operatória foi nula nos 2 grupos e a morbilidade foi de 5 % no grupo A e nula no grupo B (p não significativo). O follow-up tardio é de 46 meses no grupo A e 44 no grupo B. Não houve qualquer complicação tradia. Os autores concluem que o tratamento cirúrgico dos mixomas cardíacos é seguro e o prognóstico destes doentes excelente. Não há necessidade de fazer por rotina a excisão do septo interauricular.


Full Text:

PDF (Português)


Refbacks

  • There are currently no refbacks.