Guidelines for the Treatment and Follow-Up of Patients with Q Fever

Authors

  • Cláudio Nunes-Silva Serviço de Doenças Infeciosas. Centro Hospitalar e Universitário de São João. Porto. Faculdade de Medicina. Universidade do Porto. Porto. https://orcid.org/0000-0002-4694-1362
  • Rafael Rocha Serviço de Doenças Infeciosas. Centro Hospitalar e Universitário de São João. Porto. Faculdade de Medicina. Universidade do Porto. Porto.
  • António Martins Serviço de Doenças Infeciosas. Centro Hospitalar e Universitário de São João. Porto. Faculdade de Medicina. Universidade do Porto. Porto.
  • Lúcia Ribeiro Serviço de Doenças Infeciosas. Centro Hospitalar e Universitário de São João. Porto. Faculdade de Medicina. Universidade do Porto. Porto.
  • João Nuak Serviço de Doenças Infeciosas. Centro Hospitalar e Universitário de São João. Porto. Faculdade de Medicina. Universidade do Porto. Porto.
  • Margarida Tavares Serviço de Doenças Infeciosas. Centro Hospitalar e Universitário de São João. Porto. Faculdade de Medicina. Universidade do Porto. Porto. EPI Unit. Instituto de Saúde Pública. Universidade do Porto. Porto.
  • António Sarmento Serviço de Doenças Infeciosas. Centro Hospitalar e Universitário de São João. Porto. Faculdade de Medicina. Universidade do Porto. Porto. I3S Instituto de Investigação e Inovação em Saúde. Universidade do Porto. Porto.
  • Filipa Ceia Serviço de Doenças Infeciosas. Centro Hospitalar e Universitário de São João. Porto. Faculdade de Medicina. Universidade do Porto. Porto.
  • Cândida Abreu Serviço de Doenças Infeciosas. Centro Hospitalar e Universitário de São João. Porto. Faculdade de Medicina. Universidade do Porto. Porto. I3S Instituto de Investigação e Inovação em Saúde. Universidade do Porto. Porto.

DOI:

https://doi.org/10.20344/amp.18007

Keywords:

Coxiella burnetii, Q Fever/drug therapy, Treatment Outcome

Abstract

Q fever (or query fever) is a zoonotic infectious disease with worldwide distribution transmitted by an intracellular Gram-negative bacterium, Coxiella burnetii. The most common identified sources of human infection are farm animals, such as sheep, goats and cattle. The disease is endemic in mainland Portugal, with most cases notified in the central and southern regions. Q fever is a complex and pleomorphic disease, with those affected presenting with a wide range of manifestations from acute self-limited flu-like symptoms with good prognosis to persistent localized forms that may harbor a poor prognosis. Cases might occur in an isolated fashion or following outbreaks with great public health repercussion, as seen recently in the Netherlands from 2007 to 2010. Given the complexity of this infection, there is no universal consensus to date on the best strategy to manage Q fever patients. These guidelines provide recommendations regarding the treatment and follow-up of these patients, based on studies, on the author’s experience and on the opinion of international experts. The aim is to harmonize the management of these patients taking into account not only the clinical manifestations but also the risk factors of the host in order to reduce disease-associated morbidity and mortality.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biography

Cláudio Nunes-Silva, Serviço de Doenças Infeciosas. Centro Hospitalar e Universitário de São João. Porto. Faculdade de Medicina. Universidade do Porto. Porto.

Interno de Formação Específica de Doenças Infeciosas do Centro Hospitalar Universitário de São João. Assistente covidado da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto. Diploma em Higiene e Medicina Tropical da Liverpool School of Tropical Medicine. Membro da ESGITM (Study Group of Infectious in Travellers and Migrants).

Published

2022-06-01

How to Cite

1.
Nunes-Silva C, Rocha R, Martins A, Ribeiro L, Nuak J, Tavares M, Sarmento A, Ceia F, Abreu C. Guidelines for the Treatment and Follow-Up of Patients with Q Fever. Acta Med Port [Internet]. 2022 Jun. 1 [cited 2024 Apr. 20];35(6):494-503. Available from: https://actamedicaportuguesa.com/revista/index.php/amp/article/view/18007

Issue

Section

Guidelines